Economia e Finanças

Ad image

Imobiliário

“Kinanga Residencial Tower” orçado em 60 milhões de dólares

A Fundação Sagrada Esperança (FSE) lançou, segunda-feira, em Luanda, a primeira pedra de construção do “Kinanga Residencial Tower”, destinado à habitação, orçado em cerca de 60 milhões de dólares.

O mesmo vai ser erguido num prazo de três anos, na zona da Marginal de Luanda, ao lado do “Edifício Kilamba”, também iniciativa da Fundação, mas que serve só para escritórios.

De acordo com o director técnico e infra-estruturas da FSE, Durbalino de Carvalho, o projecto habitacional “Kinanga Residencial Tower” terá ao todo 50 apartamentos em 27 andares.

A construtora vencedora do concurso lançado foi a chinesa Lei Jun Can, enquanto a fiscalização estará a cargo da DAR Angola. O acesso às moradias, é para qualquer interessado. As modalidades de compra poderão ser negociadas entre as partes envolvidas, podendo ser feita, a liquidação em prestações ao longo do curso das obras de construção.

O projecto concebe 48 apartamentos do tipo T4, do primeiro ao vigésimo quarto andar, com três lugares de estacionamento por cada fracção. Os outros dois são do tipo “penthouse”, que ficam nos andares superiores ou nas coberturas do edifício com áreas para convívio, ocupando os restantes três andares cada.

Os promotores asseguram ainda, que as áreas foram criadas e distribuídas de forma a proporcionar zonas de lazer, funcionalidade e total conforto. A estrutura contempla quatro pisos subterrâneos de estacionamento privado com capacidade para 152 viaturas, piso térreo destinado à recepção do edifício, ginásio e sala multiuso para festas.

Durbalino de Carvalho referiu que, para a sociedade, o projecto vai representar um ganho já que vai contribuir para mais oferta no sector da habitação. Também deverá proporcionar centenas de empregos, seja na fase de construção assim como na gestão e manutenção do edifício.

Na ocasião, o adsministrador da Fundação Sagrada Esperança, João Manuel Bernardo, que interveio em nome da Fundação, agradeceu aos presentes e reiterou o compromisso da entidade. Conforme disse, “O mais importante é que a fundação vai erguer um novo edifício, demonstrando trabalho que a mesma te estado a fazer e vai continuar a fazer”.

Fonte: Jornal de Angola

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp
Deixe um comentário