Economia e Finanças

Ad image

Banca

Multicaixas vão poder pagar e levantar dinheiro no exterior

A Empresa Interbancária de Serviços (EMÍS) e a MasterCard assinaram, quarta-feira, em Luanda, um acordo que vai permitir aos bancos angolanos emitirem cartões Multicaixas com aceitação no exterior do país.

Segundo apurou o JA Online, na página da Emis no Linkedin, com o presente acordo, os cartões de multimarca Multicaixa/MasterCard vão funcionar no país como cartão Multicaixa e no estrangeiro como Mastercard.

As negociações entre a EMIS e a Mastercard culminaram na assinatura de um Memorando de Entendimento (MoU).

O referido MoU marca o assumir de uma parceria entre a EMIS e a Mastercard que permite a emissão de cartões de pagamento de débito multimarca, MULTICAIXA/Mastercard, para uso em Angola doméstico e no estrangeiro.

Esta parceria vai permitir a coexistência de duas marcas em um único cartão de pagamento, emitidas pelos Bancos Comerciais angolanos, o que significa que sempre que o cartão de débito multimarca for utilizado em território nacional será considerado como sendo “cartão de débito MULTICAIXA” e no sentido inverso, sempre que for utilizado no estrangeiro, será considerado “cartão de débito Mastercard”, estando sempre todas as operações ligadas à conta de pagamento do titular.

Deste modo, o cartão multimarca permite transacionar (realizar pagamentos e levantamentos em numerário) quer em território nacional, quer no estrangeiro, tendo assim a vantagem de ser de aceitação universal, o que proporciona ao titular que esteja no exterior, um instrumento de pagamento de utilização mais cómodo.

Parceria sólida

Em 2014, a MasterCard firmou parceria com a Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), permitindo que todos os caixas electrónicos de Angola aceitem cartões de débito, crédito e pré-pagos MasterCard.

A parceria permitiu, ainda, que turistas, viajantes em negócios e cidadãos locais portadores de cartões de pagamento MasterCard levantassem a moeda angolana, o Kwanza, em mais de duas mil caixas automáticas existentes à data, pertencentes aos bancos da rede EMIS.

Fonte: Jornal de Angola

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp
Deixe um comentário